Breaking

Choro da Liberdade.



Choro da liberdade
Ganhou liberdade o soluço
Que culminou em um pranto destoado
Um choro tão triste confuso
Tão veloz,desenfreado
Um choro que brotou mansinho
Uma lágrima que rolou tão quente
Desceu fazendo no rosto um carinho
Minh'alma se tornou carente
Foi neste choro que vi
Que na vida há momentos
De parar e refletir
E pensar nos sofrimentos
Se hoje choro de um jeito deprimido
Rasgo o peito num impulso sem igual
Choro o choro que outrora compelido
Que liberto num momento natural

(Tony Casanova)

Seguidores do Google

Matéria de Hoje

You Tube | Canal Fala, Sério! | Por Elaine Sério.

  Esta jovem carioca de sobrenome curioso não traz em sua imensa bagagem de atributos apenas a beleza física e a simpatia, mas a empreen...

Outras Páginas do Autor

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.