Breaking

Relacionamentos | Traição Deve ser Perdoada? | Tony Casanova

Relacionamentos | Traição
   Falar sobre infidelidade é sempre polêmico. O assunto envolve feridas abertas e provoca discussões entre traidores e traídos onde nem sempre há consenso naquilo que cada um expõe. Hoje resolvi ventilar este assunto nesta matéria e dar ao leitor a oportunidade de refletir sobre a questão.
   Vou fazer a introdução do tema abordando uma frase popular muito usada nas mídias que diz: "Quem ama não trai". A frase estaria corretíssima não fosse por um detalhe; O amor é um sentimento puro, mas todos somos humanos. Se por ventura há o lado perfeito do amor, por outro existem as imperfeições humanas. Mas sigamos nesta frase e vamos observar algo interessante: A Bíblia não aprova a infidelidade, ou melhor, Deus não aprova em hipótese alguma esta ação, mas há algo relacionado a este tema que tem 100% de aprovação divina; O perdão.
  Agora serei um pouco mais profundo e vamos quebrar alguns erros exposto durante as discussões deste tema. Existem três elementos de ação distintos nesta questão, vejamos quais são:

  Perdoar. Esta é a ação daquele que perdoa e de acordo com a Bíblia, ele deve ser exercido por todos em um número infinito de vezes. O perdão é a prova do amor de quem foi vitimado e demonstra maturidade, honradez e riqueza de caráter. Contrariando aqueles que repetem a frase "Quem ama não trai", eu lembro que também há outra frase tão popular quanto e que tem respaldo Bíblico que diz: "Quem ama perdoa".  O exercício do perdão traz benefícios não só para aquele que exerce, mas também para quem o recebe.

  Esquecer. Entramos agora na ação do esquecer, talvez a parte mais difícil desta equação, afinal mágoas são feridas expostas e cuja cicatrização é muito complicada. Voltando ao Perdão, a ação de perdoar não significa esquecer o que te magoa, mas deter os efeitos maléficos causados em princípio. É algo como "neutralizar" os efeitos e tornar as lembranças sem ação. Há quem consiga obter da infidelidade grandes lições de vida e crescimento, desta forma obtendo maturidade e segurança, mas há também efeitos reversos onde muitos se tornam inseguros e infantis, frágeis demais para uma reação favorável a si próprio.

  Amar. Nesta ação encontramos o elemento mais importante da vida. É no amor que estão as respostas a todas as nossas perguntas. Ninguém é infiel por amar o outro, mas por amar a si mesmo. Lembrando que no amor não há correntes, propriedades ou obrigações. Não devemos confundir compromisso com o título de propriedade. Qualquer relacionamento envolvendo duas pessoas, mesmo que não esteja oficializado em papel, envolve compromisso entre as partes. A fidelidade é um destes compromissos firmados, mesmo que não prometamos, que não juremos, mas este é o dever de quem relaciona-se. 

  Fato comum é a pessoa que foi traída sentir-se insegura e magoada, mas não consegue esquecer o outro e muito menos a traição. Casos assim são muito comuns e produzem traumas profundos que, de acordo com o perfil de caráter de cada um, pode transformar por completo as regras de conduta futura de alguém.  Os malefícios de uma traição são incalculáveis e seus efeitos podem ser devastadores levando pessoas á depressão, baixa-autoestima, amargura, sofrimento e tristeza. A insegurança é um dos efeitos mais comuns e pode afetar relações futuras devido a falta de confiança e o medo de novas decepções.  

   Em casos de comprovada traição, a ordem da equação que solucionará o problema é inerente ao amor e seu organograma. Pela ordem natural devemos amar primeiramente a Deus, depois a nós mesmos e em seguida o próximo, portanto o que há de melhor a ser feito após constatar uma traição é amar-se como nunca e importar-se consigo, algo que infelizmente o outro foi incompetente para fazer.


   


   O presente texto está sob a proteção de Direitos de Propriedade Intelectual reservados a Tony Casanova sendo proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação total ou parcial, utilizando-se qualquer meio, independente dos fins, sem a autorização prévia e expressa do autor. O desrespeito está previsto como crime nas Legislações Nacionais e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual e está passivo das medidas legais cabíveis.

   Tony Casanova, Escritor e Autor Brasileiro. Escreveu os livros:
1 - Panorama das Arte – Editora Clube de Autores – Versões Impressa e E-book
2 - No Litoral das Relações – Editora Clube de Autores – Versões Impressa e E-book
3 - Relações Instáveis – Editora Amazon (E-book) e Clube de Autores (Impresso)
4 - O Amor Segundo a Bíblia – Editora Amazon (E-book) e Clube de Autores (Impresso) 
5 - O Amor Fala Francês – Editora Saraiva (E-book) e Clube de Autores (Impresso)


Para saber mais sobre o autor e onde adquirir seus livros você pode seguir ESTE LINK


***Tradução Automática feita sob responsabilidade de terceiros feito a partir de texto originalmente escrito na Língua Portuguesa do Brasil. 

................................................................................................................................................. 

      Relationships | Should Treason Be Forgiven? | Tony Casanova

   Talking about infidelity is always controversial. The subject involves open wounds and provokes discussions between traitors and betrayed where there is not always consensus in what each one exposes. Today I decided to discuss this matter in this matter and give the reader the opportunity to reflect on the matter.
   I will introduce the theme by addressing a popular phrase used in the media that says: "Lovers do not betray." The phrase would be correct if it were not for a detail; Love is a pure feeling, but we are all human. If by chance there is the perfect side of love, on the other side there are human imperfections. But let us follow this sentence and let us observe something interesting: The Bible does not approve of infidelity, or rather, God does not approve of this action in any case, but there is something related to this subject that has 100% divine approval; The forgiveness.
  Now I will be a little deeper and we will break some errors exposed during the discussions of this theme. There are three distinct elements of action in this question, let us see what they are:

  To forgive. This is the action of the one who forgives and according to the Bible, it must be exercised by all in an infinite number of times. Forgiveness is the proof of the love of one who has been victimized and shows maturity, honesty and richness of character. Contrary to those who repeat the phrase "Who loves does not betray", I remember that there is also another phrase as popular as and that has Biblical support that says: "He who loves forgives." The exercise of forgiveness brings benefits not only to the one who exercises, but also to those who receive it.

  Forget. We now enter into the action of forgetting, perhaps the most difficult part of this equation, after all sorrows are exposed wounds and whose healing is very complicated. Returning to Forgiveness, the act of forgiving does not mean forgetting what hurts you, but halting the evil effects caused in principle. It's something like "neutralizing" the effects and turning the memories into action. There are those who succeed in gaining from infidelity great lessons in life and growth, thus achieving maturity and security, but there are also reversal effects where many become insecure and childish, too fragile for a self-favorable reaction.

  Love. In this action we find the most important element of life. It is in love that the answers to all our questions are. No one is unfaithful for loving the other, but for loving oneself. Remembering that in love there are no chains, properties or obligations. We should not confuse commitment with title deed. Any relationship involving two people, even if it is not formalized on paper, involves a compromise between the parties. Fidelity is one of these commitments made, even if we do not promise, that we do not swear, but this is the duty of those who relate.

  Common fact is the person who was betrayed to feel insecure and hurt, but can not forget the other let alone the betrayal. Such cases are very common and produce deep traumas that, according to the character profile of each one, can completely transform one's future rules of conduct. The wrongs of a betrayal are incalculable and its effects can be devastating leading people to depression, low self-esteem, bitterness, suffering and sadness. Insecurity is one of the most common effects and can affect future relationships due to lack of confidence and fear of further disappointment.

   In cases of proven betrayal, the order of the equation that will solve the problem is inherent in love and its organization chart. By the natural order we are to love God first, then ourselves and then our neighbor, so the best thing to do after discovering a betrayal is to love yourself as never before and to care for yourself, something that unfortunately the other was Incompetent to do.

   The present text is under the protection of Intellectual Property Rights reserved to Tony Casanova being prohibited the copying, collage, reproduction or total or partial disclosure, using any means, independent of the ends, without prior and express authorization of the author. Disrespect is envisaged as a crime in National and International Laws for the Protection of Intellectual Property Rights and is subject to applicable legal measures.

   Tony Casanova, Writer and Brazilian Author. He wrote the books:
1 - Panorama of Art - Publisher Club of Authors - Printed and E-book versions
2 - On the Coast of Relationships - Editora Clube de Autores - Printed and E-book versions
3 - Unstable Relations - Amazon Publisher (E-book) and Clube de Autores (Printed)
4 - Love According to the Bible - Amazon Publisher (E-book) and Clube de Autores (Printed)
5 - Love Speaks French - Editora Saraiva (E-book) and Clube de Autores (Printed)

To know more about the author and where to get your books you can follow THIS LINK

*** Automatic translation made under the responsibility of third parties made from text originally written in the Portuguese language of Brazil. 

.........................................................................................................................................

    Relaciones | La Traición Debe ser Perdonado? | Tony Casanova

   Hablar sobre la infidelidad es siempre controvertido. La cuestión consiste en heridas abiertas y provoca el debate entre los traidores y traicionado, donde no siempre hay consenso sobre lo que cada uno expone. Hoy he decidido ventilar esta cuestión en este asunto y dar al lector la oportunidad de reflexionar sobre el tema.
   Voy a hacer la introducción del tema frente a una frase popular ampliamente utilizado en los medios de comunicación que dice: "¿Quién no traiciona el amor." La frase no sería muy correcto por un detalle; El amor es un sentimiento puro, pero todos somos humanos. Si acaso existe el lado perfecto de amor, en el otro están las imperfecciones humanas. Pero sigamos esta frase y notaremos algo interesante: La Biblia no aprueba la infidelidad, o más bien, Dios no aprueba de ninguna manera esta acción, pero hay algo relacionado con este tema que tiene 100% de aprobación divina; El perdón.
  Ahora voy a ser un poco más profundo y vamos a romper algunos errores expuestos durante los debates sobre este tema. Hay tres elementos distintos de actuación en esta materia, vamos a ver lo que son:

  Indulgente. Esta es la acción de una persona que perdona y según la Biblia, debe ser ejercido por todos en un número infinito de veces. El perdón es la prueba de amor que fue víctima y demuestra la madurez, la honestidad y el carácter de la riqueza. Al contrario de los que repiten la frase "¿Quién ama no traiciona," Recuerdo que también hay otra frase tan popular y tiene apoyo bíblico que dice: "El que ama perdona." El ejercicio del perdón trae beneficios no sólo a aquel que ejerce, sino también para el receptor.

  Olvidar. Ahora hemos entrado en la acción de olvido, tal vez la parte más difícil de esta ecuación, después de todas las heridas están expuestos heridas cuya curación es muy complicado. Volviendo al perdón, el acto de perdonar no significa olvidar lo que duele, pero detener los efectos perjudiciales causados ​​en principio. Es algo así como "neutralizar" el efecto y hacer que los recuerdos no se toman medidas. Algunas personas pueden obtener infidelidad grandes lecciones de la vida y el crecimiento, ganando así la madurez y la seguridad, pero también hay efecto en el que muchos se vuelven inseguros e infantil, demasiado frágil para una misma reacción favorable inversa.

  Amor. En esta acción, nos encontramos con el elemento más importante de la vida. Es en el amor que son las respuestas a todas nuestras preguntas. Nadie es infiel a amarnos unos a otros, pero el amor a sí mismo. Recordando que en el amor no hay corriente, propiedades o bonos. No hay que confundir el compromiso con el título de propiedad. Cualquier relación que involucra a dos personas, aunque no de manera oficial en el papel, implica compromiso entre las partes. La fidelidad es uno de los compromisos adquiridos, incluso si no prometamos, no juréis, pero este es el deber de los que se refieren.

  hecho común es la persona que ha hecho trampa se sienten inseguros y herido, pero no puede olvidar a la otra, por no hablar de la traición. Estos casos son muy comunes y producen traumas profundos que, de acuerdo con el perfil de cada personaje, pueden transformar por completo las reglas de comportamiento futuro de una persona. Los efectos nocivos de la traición son incalculables y sus efectos pueden ser devastadores haciendo que la gente va a la depresión, la baja autoestima, la amargura, el dolor y la tristeza. La inseguridad es uno de los efectos más comunes y puede afectar a las relaciones futuras debido a la falta de confianza y el temor a nuevas decepciones.

   En los casos de fraude comprobado, el orden de la ecuación para resolver el problema es inherente en el amor y su organigrama. El orden natural debe primero amar a Dios, entonces nosotros mismos y luego el siguiente, así que lo que es mejor que hacer después de encontrar una traición al amor es como siempre, y el cuidado de ti, algo que, lamentablemente, el otro era incompetente para hacerlo. 

     Este artículo está bajo protección de los derechos de propiedad intelectual reservados a Tony Casanova está prohibido copiar, pegar, reproducción o divulgación total o parcial, por cualquier medio, independientemente de la finalidad, sin la autorización previa y expresa del autor. La falta de respeto está previsto como delito en la legislación nacional y la Protección Internacional de los Derechos de Propiedad Intelectual y es una responsabilidad de las acciones legales.

     Tony Casanova, escritor y autor brasileño. Él escribió los libros:
Las versiones impresas y E-libro - 1 - Descripción general del Arte - Autores club de editor
Las versiones impresas y E-libro - 2 - Las Relaciones costeras - Autores club de editor
3 - las relaciones inestables - Editorial Amazon (E-book) y Autores Club (impreso)
4 - Amor De acuerdo con la Biblia - Editorial Amazon (E-book) y Autores Club (Impreso)
5 - El Amor Habla francés - Editora Saraiva (E-libro) y los autores del club (Impreso)

Para obtener más información sobre el autor y dónde obtener sus libros que puede seguir ESTE ENLACE

*** Traducción Automática realiza bajo la responsabilidad civil hecha del texto escrito originalmente en portugués en Brasil.






Seguidores do Google

Matéria de Hoje

You Tube | Canal Fala, Sério! | Por Elaine Sério.

  Esta jovem carioca de sobrenome curioso não traz em sua imensa bagagem de atributos apenas a beleza física e a simpatia, mas a empreen...

Outras Páginas do Autor

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.