Breaking

Traição | Seu Significado

  Ato ou ação de trair alguém ou uma fé. Este significado para a traição é relevante, mas parece um pouco vago já que a palavra traição está diretamente associada a infidelidade conjugal. O sentido de trair é bem mais amplo do que imaginamos e este conceito está ligado á falsidade daquele que comete a ação. É a chamada má-fé ou como eu prefiro resumir; a quebra de uma aliança, de um pacto de compromisso que foi previamente firmado entre o traído e o traidor. Dentro da amplitude do contexto a traição pode ser executada na família, no trabalho, na religião, enfim em todos os meios capazes da existência de um compromisso entre as partes.

  Para que entendamos melhor a questão, a traição não é apenas uma ação estabelecida no meio conjugal, mas ela pode ser estendida aos pais, aos filhos, aos amigos, aos colegas de trabalho, aos seus superiores eclesiásticos e também a Deus, por ocasião da sua fé.  Em qualquer um dos casos o resultado é sempre desastroso e triste. Dá-se como quebrada a aliança com aquele que trai e para o outro ele torna-se desonrado, sendo assim, obviamente estará futuramente vivendo a dificuldade ou mesmo a impossibilidade da restauração dos seus créditos.

  Aquele que trai torna o outro sua vítima e assume o papel de algoz, carrasco de uma relação que ele próprio sentenciou á morte.  Independente do meio em que se pratica o ato e tendo em vistas que sempre existe a opção de não praticar a ação, a traição por si só é injustificada. Em suma, trair é trazer desonra para si mesmo e invalidar o compromisso assumido perante outro, seja isto em meio conjugal, familiar, profissional ou eclesiástico.  Melhor será não assumir compromisso algum do que assumir e não honrá-los.

  Fato comum é imaginar-se que o passo em falso jamais será descoberto. Engano, pois na mesma velocidade que se engana, todos os fatos virão á tona. Aquele que engana, engana a si mesmo primeiro e se o faz é em nome da má-fé que possui. Independente da justificativa que se dê, o que estará em foco é a escolha que se fez, optando por trair e não por deixar de fazê-lo. Acreditar que em uma ação deste tipo há um beneficiado é outro engano. Ninguém sai em benefício quando se trai, nem mesmo o traidor.

   Até mesmo aqueles de difícil consciência são por ela condenados antes mesmo de cometerem a ação, pois sabem que não é correto e estarão sob seus próprios julgamentos incessantemente. Não há como escapar da própria consciência, ela está para nós assim como os olhos de Deus e nos condenam até mesmo nas atitudes menores. 


Texto do Escritor e Autor Tony Casanova. Todos os Direitos estão Reservados ao Autor assegurados pelas Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual. Proibida a cópia, colagem, divulgação ou reprodução do todo ou parte dele para qualquer fim ou utilizando-se qualquer meio sem a autorização prévia e expressa do autor. A violação destes Direitos se constitui Crime previsto e está passiva das punições legais cabíveis.

Tony Casanova é Autor das obras: Panorama Das Artes, O amor segundo a Bíblia, No Litoral das Relações - Aprendendo com os Erros, Relações Instáveis - Como Evitar Decepções e O Amor Fala Francês. Você poderá adquirir uma ou mais obras do autor acessando ESTE LINK
..................................................................................................................................................    

   Betrayal | Its Meaning.


  Act or action to betray someone or faith. This meaning for betrayal is relevant, but it seems somewhat vague since the word betrayal is directly associated with conjugal infidelity. The sense of betrayal is much broader than we imagine, and this concept is linked to the falsity of the one who commits the action. It is called bad faith or as I prefer to summarize; The breaking of an alliance, a compromise pact that was previously signed between the betrayed and the betrayer. Within the scope of the context, betrayal can be carried out in the family, in the work, in the religion, in all the means capable of the existence of a compromise between the parties.

  In order for us to better understand the issue, betrayal is not only an established action in the marital environment, but it can be extended to parents, children, friends, co-workers, ecclesiastical superiors, and God at the Their faith. In either case the result is always disastrous and sad. The alliance with the one who betrays and the other becomes disgraced, and thus, in the future, he will be living the difficulty or even the impossibility of restoring his credits.

  The one who betrays makes the other his victim and assumes the role of executioner, executioner of a relationship that he himself sentenced to death. Regardless of the medium in which the act is practiced and having in view that there is always the option of not practicing the action, betrayal by itself is unjustified. In short, to betray is to bring dishonor to oneself and to invalidate the commitment made before another, be it in a conjugal, family, professional or ecclesiastical environment. It is better not to make any commitment than to assume and not honor them.

  It is common to imagine that the false step will never be discovered. Deceit, for at the same speed as is wrong, all the facts will come out. He who deceives, deceives himself first and does so in the name of his bad faith. Regardless of the justification that is given, what will be in focus is the choice that was made, choosing to betray and not for not doing so. Believing that in such an action there is a beneficiary is another mistake. No one comes out to benefit when he betrays himself, not even the traitor.

   Even those of difficult conscience are condemned before they even commit the act, for they know that it is not right and will be under their own judgments incessantly. There is no escape from our own consciousness, it is to us as the eyes of God and condemn us even in the minor attitudes.

Writer Text and Author Tony Casanova. All Rights Reserved to Authorized by the Brazilian and International Laws for the Protection of Intellectual Property Rights. No part of it may be copied, collated, disseminated or reproduced for any purpose or by any means without the express prior permission of the author. Violation of these Rights constitutes an Enforced Crime and is liable to punishable legal punishments.

Tony Casanova is an author of works: Panorama of the Arts, Love according to the Bible, On the Coast of Relationships - Learning from Mistakes, Unstable Relationships - How to Avoid Disappointments and Love French. You may purchase one or more of the author's works by accessing THIS LINK
.................................................. .................................................. ..............................................

   Traición | Su significado.

  Acto o acción de traicionar a alguien o una fe. Esto significó para la traición es relevante, pero parece un poco vago ya que la palabra traición está directamente asociado con la infidelidad conyugal. El sentimiento de traición es mucho más amplio de lo que pensábamos y este concepto está conectado a la falsedad de que el que comete la acción. Es mala decisión fe o como yo prefiero resumir; rompiendo un pacto, un pacto de compromiso que anteriormente fue firmado entre el traicionado y el traidor. Dentro del alcance de la traición del contexto que puede darse en la familia, en el trabajo, en la religión, en definitiva en todos los medios capaces de la existencia de un compromiso entre las partes.

  Para comprender mejor el problema, la traición no es sólo una acción establecida en el entorno civil, pero se puede extender a los padres, hijos, amigos, compañeros de trabajo, sus superiores eclesiásticos y también a Dios, en el su fe. En cualquier caso, el resultado siempre es desastroso y triste. Se da como roto la alianza con aquel que traiciona y para el otro se convierte en deshonra, por lo tanto, es obvio futuro viviendo la dificultad o incluso la imposibilidad de restauración de sus reivindicaciones.

  El que traiciona a otro hace su víctima y toma el papel de verdugo, verdugo de una relación que él mismo condenado a muerte. Independientemente del entorno en el que la práctica del acto y después de haber visto que siempre hay la opción de no ejercer la acción, la traición por sí sola es injustificada. En resumen, traicionar es traer deshonra a sí mismo e invalidar la empresa a otra, ya sea en medios matrimonio, la familia, profesionales o eclesiásticas. Mejor no tendrá ningún tipo de compromiso que tomar y no honrarlos.

  hecho común es imaginar que el paso en falso no será descubierto. Error, porque a la misma velocidad que está mal, todos los hechos salgan a la luz. El que engaña, engaña a sí mismo primero y si lo hace en el nombre de mala fe que tiene. Independientemente de la justificación de que suceda, lo que será en el foco es la elección que se hizo, la elección de traicionar y no para no hacerlo. Creemos que en una acción de este tipo hay un beneficio es otro error. Nadie se beneficia cuando traiciona, incluso el traidor.

 Incluso aquellos de conciencia son difíciles para ella condenada incluso antes de comprometerse a la acción, porque saben que no es correcto y estarán bajo sus propios juicios sin cesar. Hay propia conciencia de nadie escapa, que es para nosotros, como los ojos de Dios y nos condena, incluso las más pequeñas acciones.

Escritor de texto y el autor, Tony Casanova. Todos los derechos están reservados al Autor garantizada por la legislación brasileña y la Protección Internacional de los Derechos de Propiedad Intelectual. La copia, collage, publicación o reproducción de la totalidad o parte de ella para cualquier fin o por cualquier medio sin la autorización previa y expresa del autor. La violación de estos derechos constituye Crimen predijo y es pasiva de las sanciones legales aplicables.

Tony Casanova es autor de obras: Panorama del arte, el amor, según la Biblia, Las Relaciones costeras - Aprender de los errores, relaciones inestables - Cómo evitar decepciones y Habla francés del amor. Usted puede comprar una o más obras del autor, visita ESTE ENLACE

Seguidores do Google

Matéria de Hoje

Crônica | Como Assim Brasil?

  Viver no Brasil é fácil,  o País é lindo, povo alegre apesar dos motivos para tristeza, muitas praias, sol, enfim é o lugar, mas difí...

Outras Páginas do Autor

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.