Curiosidades | Sobre o Comportamento Animal.

  Os cães e os gatos são os animais domésticos mais próximos do convívio humano e por esta razão há uma série de mitos e lendas sobre as espécies Felinas e Caninas que povoam o mundo do Cinema e da Arte em geral. Hoje falarei sobre algumas curiosidades observadas nestes dois "queridinhos" dos homens, fatos que obviamente não são cientificamente comprovados, mas que que são percebidos ao longo dos séculos e que nos dão um perfil do comportamento de cada um deles. Tenho como base para esta matéria além das pesquisas realizadas e percepções colhidas nos filmes e livros, as minhas próprias observações com os animais com os quais tive convívio. Espero que você goste e que compartilhe o artigo. Siga este blog, inscreva-se para receber atualizações em seu e-mail. Continue lendo... 
  
SOBRE OS CÃES.

  Eles possuem a fama de serem os melhores amigos do homem. São muito dóceis com seus cuidadores e são também muito ciumentos, não somente com seus responsáveis, mas com o território que tem como habitat. É comum os cães urinarem em diversos locais da área em que vivem e eles fazem isso como demarcação de território, uma espécie de aviso para que outros animais não se aproximem do local.  Na urina dos cães há substâncias que distingue as espécies e que são identificadas facilmente pelo olfato aguçado destes animais, uma outra peculiaridade pela qual são conhecidos. Cada raça canina possui suas características predominantes onde uns possuem maior ou menor capacidade olfativa, maior agressividade, velocidade, disciplina ou afetividade. Pela variação destas características cada animal, de acordo com a sua raça, pode ser utilizado em funções distintas como proteção de residências, empresas ou indivíduos, guias para deficientes visuais, identificação de substâncias ilícitas, guarda de idosos e crianças,  enfim.

  Porém uma das características mais peculiares nestes animais e que está presentes em praticamente todas as espécies é a sua aguçada sensibilidade em relação á convivência com seus responsáveis. Este fato torna difícil compreender quem faz companhia a quem; se o homem ao animal ou o animal ao homem. Cria-se uma dependência entre eles, um elo afetivo que muitas vezes entristece o animal quando separado do homem. Quanto maior for o contato diário, o nível de convivência, maior será este vínculo e consequentemente maior a sensibilidade.  Afastado do seu cuidador um cão pode adoecer ou apresentar variações de humor, podendo apresentar agressividade, depressão ou mesmo vir a óbito por desnutrição ou anorexia.  Fato comum são estes animais se tornarem tristes, terem perca de apetite ou ficarem depressivos e quietos pela falta de contato com os cuidadores. Ao primeiro sinal destes sintomas deve-se procurar auxílio veterinário para constatar as causas que podem ser afetivas ou mesmo patológicas.

SOBRE OS GATOS.

  Não diferente dos cães, eles são igualmente queridos e apesar de não serem ameaçadores ao ponto de se tornarem guardiães dos lares, os gatos são excelentes companhias para os homens. São os gatos considerados pelas Belas Artes como animais peraltas, como tem sido mostrados em vários filmes e livros onde são introduzidos como protagonistas. Eles adoram brincar e subir em tudo que for possível e impossível para eles. Estão sempre animados e quando não, dorminhocos. Estes animais diferentemente das outras espécies felinas e selvagens, totalmente dependentes do convívio com humanos. Dóceis e meigos, os gatos, principalmente os filhotes, adoram fazer molecagens e suas peraltices parecem não ter fim. Quando ariscos estes animais podem tornar-se agressivos, mas nada que dure muito tempo, afinal eles são uns fofos. Por serem assim os felinos domésticos desenvolveram uma sensibilidade ainda maior que a dos cães e tornam-se fáceis de estressar. Não é recomendado o uso de coleiras nestes animais ou mesmo mantê-los em ambientes fechados por muito tempo. Gatos gostam de liberdade e quando se sentem privados dela eles costumam ficar em estado de estresse e apresentar agressividade, comportamento estranho e incomum.  Nos mesmos termos que os cães, assim que perceber sintomas estranhos é preciso buscar auxílio veterinário para diagnosticar a causa.

  Esta foi a matéria de hoje e prometo voltar ao assunto para tratar dele de forma mais aprofundada. Caso você tenha gostado e tenha alguma dúvida, deixe seu comentário. Forte abraço e obrigado por ter vindo.

A presente obra, bem como todos os textos contidos nesta web página encontram-se protegidos pelas Leis Nacionais e Internacionais de Direitos de Propriedade Intelectual, sendo proibidas as cópias, colagens, reprodução, divulgação ou uso dos conteúdos apresentados neste blog, independente dos meios ou finalidades, sem a autorização expressa do autor Tony Casanova, a quem cabe, única e exclusivamente os Direitos sobre o material apresentado. A violação destes Direitos se constitui crime previsto na Legislação e será punida com os rigores legais.

Para saber mais sobre Tony Casanova e aquisição de suas publicações, acesse ESTE LINK
.....................................................................................................................................................

 
Curiosities 
| About Animal Behavior.

  Dogs and cats are the closest domestic animals to human conviviality and for this reason there are a number of myths and legends about the Feline and Canine species that populate the world of Cinema and Art in general. Today I will talk about some curiosities observed in these two "darlings" of men, facts that obviously are not scientifically proven, but that are perceived throughout the centuries and that give us a profile of the behavior of each of them. I have as a basis for this matter, besides the researches and perceptions gathered in the films and books, my own observations with the animals with whom I had lived. I hope you like it and share the article. Follow this blog, sign up to receive updates on your email. Keep reading...
  
ABOUT THE DOGS.

  They have the reputation of being man's best friends. They are very docile with their caretakers and are also very jealous, not only with their caretakers, but with the territory that has as habitat. It is common for dogs to urinate in various places in the area where they live and they do this as a demarcation of territory, a kind of warning so that other animals do not approach the place. In the urine of the dogs there are substances that distinguish the species and that are easily identified by the pointed smell of these animals, another peculiarity by which they are known. Each canine breed has its predominant characteristics where some have greater or less olfactory capacity, greater aggressiveness, speed, discipline or affectivity. By the variation of these characteristics each animal, according to its race, can be used in different functions like protection of residences, companies or individuals, guides for visually impaired persons, identification of illicit substances, guardianship of the elderly and children, in short.

  But one of the most peculiar characteristics in these animals and that is present in practically all species is their keen sensitivity in relation to the coexistence with their responsible ones. This makes it difficult to understand who keeps company with whom; whether man to animal or animal to man. It creates a dependency between them, an affective bond that often saddens the animal when separated from the man. The greater the daily contact, the level of coexistence, the greater will be this bond and consequently the greater the sensitivity. Away from your caregiver, a dog may become ill or moody, and may be aggressive, depressed, or even die from malnutrition or anorexia. It is a common fact for these animals to become sad, to lose their appetite, or to become depressed and quiet from their lack of contact with caregivers. At the first sign of these symptoms one should seek veterinary help to determine causes that may be affective or even pathological.

ABOUT THE CATS.

  Not unlike dogs, they are equally dear, and though they are not menacing to the point of becoming guardians of homes, cats are excellent companions to men. They are the cats considered by the Fine Arts like peraltas animals, as they have been shown in several films and books where they are introduced like protagonists. They love to play and climb in all that is possible and impossible for them. They are always excited and when not, sleepers. These animals differ from other feline and wild species, totally dependent on human conviviality. Docile and sweet, cats, especially the puppies, love to make mock-ups and their peraltices seem to have no end. When they are wild these animals can become aggressive, but nothing that lasts a long time, after all they are cute. Because of this the domestic felines have developed an even greater sensitivity than dogs and are easy to stress. It is not recommended to wear collars on these animals or even keep them indoors for a long time. Cats like freedom and when they feel deprived of it they usually stay in a state of stress and present aggression, strange and unusual behavior. On the same terms as dogs, as soon as you notice strange symptoms you must seek veterinary help to diagnose the cause.

  This was the story of today and I promise to return to the subject to deal with it in more depth. If you have liked it and have any questions, leave your comment. Strong hug and thank you for coming.

The present work, as well as all the texts contained in this web page, are protected by the National and International Laws of Intellectual Property Rights, being prohibited copies, collages, reproduction, dissemination or use of the contents presented in this blog, regardless of media or without the express authorization of the author Tony Casanova, who is solely and exclusively responsible for the material presented. The violation of these Rights constitutes a crime provided for in the Legislation and will be punished with the legal rigors.

To know more about Tony Casanova and the acquisition of his publications, visit THIS LINK
...............................................................................................................................................

Curiosidades | Sobre el comportamiento animal.

  Los perros y los gatos son los animales domésticos más cercanos a la convivencia humana y por esta razón hay una serie de mitos y leyendas sobre las especies Felinas y Caninas que pueblan el mundo del Cine y del Arte en general. Hoy hablaré sobre algunas curiosidades observadas en estos dos "queriditos" de los hombres, hechos que obviamente no son científicamente comprobados, sino que se perciben a lo largo de los siglos y que nos dan un perfil del comportamiento de cada uno de ellos. Tengo como base para esta materia además de las investigaciones realizadas y percepciones recogidas en las películas y libros, mis propias observaciones con los animales con los que tuve convivencia. Espero que te guste y que comparta el artículo. Siga este blog, suscribirse para recibir actualizaciones en su correo electrónico. Continuar leyendo ...
  
SOBRE LOS PERROS.

  Ellos tienen la fama de ser los mejores amigos del hombre. Son muy dóciles con sus cuidadores y son también muy celosos, no sólo con sus responsables, sino con el territorio que tiene como hábitat. Es común que los perros orinar en diversos lugares del área en que viven y ellos lo hacen como demarcación de territorio, una especie de advertencia para que otros animales no se acerquen al lugar. En la orina de los perros hay sustancias que distingue las especies y que son identificadas fácilmente por el olfato agudo de estos animales, otra peculiaridad por la cual son conocidos. Cada raza canina posee sus características predominantes donde unos poseen mayor o menor capacidad olfativa, mayor agresividad, velocidad, disciplina o afectividad. Por la variación de estas características cada animal, de acuerdo con su raza, puede ser utilizado en funciones distintas como protección de residencias, empresas o individuos, guías para deficientes visuales, identificación de sustancias ilícitas, guardia de ancianos y niños, en fin.

  Pero una de las características más peculiares en estos animales y que está presente en prácticamente todas las especies es su aguda sensibilidad en relación a la convivencia con sus responsables. Este hecho hace difícil comprender quién hace compañía a quien; si el hombre al animal o al animal al hombre. Se crea una dependencia entre ellos, un eslabón afectivo que muchas veces entristece al animal cuando está separado del hombre. Cuanto mayor sea el contacto diario, el nivel de convivencia, mayor será este vínculo y consecuentemente mayor la sensibilidad. A pesar de su cuidador un perro puede enfermar o presentar variaciones de humor, pudiendo presentar agresividad, depresión o incluso venir a muerte por desnutrición o anorexia. El hecho común es que estos animales se vuelven tristes, se pierdan de apetito o se queden depresivos y quietos por la falta de contacto con los cuidadores. Al primer signo de estos síntomas se debe buscar ayuda veterinaria para constatar las causas que pueden ser afectivas o incluso patológicas.

SOBRE LOS GATOS.

  No es diferente de los perros, ellos son igualmente queridos y aunque no son amenazantes al punto de convertirse en guardián de los hogares, los gatos son excelentes compañías para los hombres. Son los gatos considerados por las Bellas Artes como animales peraltos, como han sido mostrados en varias películas y libros donde son introducidos como protagonistas. Ellos adoran jugar y subir en todo lo que sea posible e imposible para ellos. Están siempre animados y cuando no, durmientes. Estos animales a diferencia de otras especies felinas y salvajes, totalmente dependientes de la convivencia con los humanos. Dóciles y tiernos, los gatos, sobre todo los cachorros, adoran hacer molestias y sus peraltes no parecen tener fin. Cuando los arcos estos animales pueden llegar a ser agresivos, pero nada que dure mucho tiempo, después de todo son unos lindos. Por ser así los felinos domésticos desarrollaron una sensibilidad aún mayor que la de los perros y se tornan fáciles de estresar. No se recomienda el uso de los chalecos en estos animales o incluso mantenerlos en ambientes cerrados por mucho tiempo. A los gustos les gusta la libertad y cuando se sienten privados de ella, suelen estar en estado de estrés y presentar agresividad, comportamiento extraño e inusual. En los mismos términos que los perros, así que percibir síntomas extraños es necesario buscar ayuda veterinaria para diagnosticar la causa.

  Esta fue la materia de hoy y prometo volver al tema para tratarlo de forma más profunda. Si usted tiene gusto y tiene alguna duda, deje su comentario. Es un abrazo y gracias por haber venido.

La presente obra, así como todos los textos contenidos en esta página web, se encuentran protegidos por las Leyes Nacionales e Internacionales de Derechos de Propiedad Intelectual, siendo prohibidas las copias, collages, reproducción, divulgación o uso de los contenidos presentados en este blog, independiente de los medios o sin la autorización expresa del autor Tony Casanova, a quien corresponde, única y exclusivamente los Derechos sobre el material presentado. La violación de estos Derechos se constituye crimen previsto en la Legislación y será sancionada con los rigores legales.

Para saber más sobre Tony Casanova y la adquisición de sus publicaciones, visite ESTE LINK
   

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.

Estamos no Twitter

publicidade