Arte | A Intimidade de Um Artista.

  Desde a minha infância que minha vida recebe as visitas constantes das Artes e para ser sincero nem mesmo eu sei quando comecei a sentir este encanto por elas. Guardo comigo diversas recordações de encontros com artistas demonstrando suas aptidões de uma maneira muito mágica e que tornava o encantamento praticamente impossível. Destas experiências que eu chamo de aventuras, conheci pintores, músicos, cantores, escritores, bailarinas, enfim foram tantos gêneros que conheci que chego a perder as contas.  Como estes momentos me enriqueciam e é sobre este tema que falarei hoje, por isso sente-se á vontade e vamos juntos nestas aventuras de um apaixonado pelas Artes. Continue Lendo...
  A Arte é universal na sua linguagem, não importando se a paisagem no quadro reflete um ambiente no Brasil, Estados Unidos, Alemanha ou na França, isto não altera sua mensagem que é única. Quando uma obra é capaz de produzir exclamações, trazer encantamento, não é pelo Idioma do artista que a fez, mas pela mensagem que ali foi transmitida. Esta foi uma das primeiras preciosas lições que aprendi com as artes. Outro detalhe é que os olhares sensíveis conseguem captar a profundidade de uma obra e cada obra traduz diferente mensagem de acordo com a sensibilidade de quem foi encantado por ela. Seria a Arte mágica em sua natureza? Claro que sim! Mágica não no sentido da alquimia, mas no alto grau do seu encanto, capaz de nos conduzir até mundos inimagináveis contidos em seu interior.  De tão dinâmica a Arte possui capacidade além de só reproduzir ambientes, mas de revelar o conteúdo da visão inspiradora do artista e mais ainda, nos dar, como admiradores, uma visão exclusiva e única de como a percebemos.


  Há um diferencial entre uma fotografia e uma tela pintada, Artes que sem dúvida são bastante admiráveis. A Fotografia é a captura de uma cena móvel ou estática, por sua vez a tela, mesmo quando captura a mesma cena, diferencia-se nas suas técnicas utilizadas. A captura de um fotograma é algo feito pela máquina enquanto em uma tela esta captura se dá através da inspiração do pintor.  Em ambas a presença do artista é necessária, do  contrário perderiam grande parte do valor artístico. É difícil imaginar a Arte sem o artista, sem sua ótica aprimorada, sem a sensibilidade para observar e detalhar.  Outro dia fiquei boquiaberto diante de uma tela feita por um amigo que retratou o momento exato do passo de dança de uma bailarina. Era algo tão fiel que na minha imaginação eu chegava a ouvir a música, a continuidade de movimentos, a leveza e a beleza dos gestos. Isto é Arte e nela está o artista que a traduziu com perfeita fidelidade. Inegavelmente um encanto.

  Em uma outra experiência, desta vez na internet, me deparei com uma tela onde o artista retratou o mar revolto enquanto homens em uma pequena embarcação lutavam contra a tempestade. Eu olhava aquilo e toda uma história sobre o fato a imagem retratada me veio á mente. Era semelhante a um filme que eu assistia naquele momento.  Certa vez minha tia Nair Ribeiro Porto falou-me durante uma conversa que era preciso olhos sensíveis e uma percepção aguçada para ver a Arte nas coisas. Concordei imediatamente com ela. Há quem olhe para a mesma cena várias vezes e ainda que acha tudo muito bonito, não consegue absorver a beleza plena que envolve o ambiente. O artista e sua notável capacidade transformadora capta esta beleza e a transfere para sua obra de uma maneira tão mágica que a mesma pessoa que antes observou a cena real e nada viu, passe horas contemplando-s e procurando conter exclamações.

  Este sem dúvida é o poder da Arte que permite-se capturar e ser lançada em uma obra, mas também é o poder do artista que consegue capturá-la e traduzi-la  para uma linguagem que possamos interpretar.  Esta foi  matéria de hoje. Espero que tenha gostado e sinta-se tocado a compartilhá-la, deixar seu comentário e seguir este blog. Forte abraço.

A presente obra, bem como todos os textos contidos nesta web página encontram-se protegidos pelas Leis Nacionais e Internacionais de Direitos de Propriedade Intelectual, sendo proibidas as cópias, colagens, reprodução, divulgação ou uso dos conteúdos apresentados neste blog, independente dos meios ou finalidades, sem a autorização expressa do autor Tony Casanova, a quem cabe, única e exclusivamente os Direitos sobre o material apresentado. A violação destes Direitos se constitui crime previsto na Legislação e será punida com os rigores legais.

Para saber mais sobre Tony Casanova e aquisição de suas publicações, acesse ESTE LINK
...........................................................................................................................................

 Art | The Intimacy of an Artist.

  Since my childhood my life has received the constant visits of the Arts and to be honest not even I know when I began to feel this charm for them. I keep with me several memories of encounters with artists demonstrating their skills in a very magical way and that made the enchantment practically impossible. From these experiences that I call adventures, I met painters, musicians, singers, writers, dancers, and finally there were so many genres that I met that I lose count. As these moments enriched me and it is on this theme that I will speak today, so feel at ease and we go together in these adventures of a passionate for the Arts. Keep reading...

  Art is universal in its language, regardless of whether the landscape in the picture reflects an environment in Brazil, the United States, Germany or France, this does not change its message that is unique. When a work is capable of producing exclamations, bringing enchantment, it is not for the Language of the artist who made it, but for the message that was transmitted there. This was one of the first precious lessons I learned from the arts. Another detail is that the sensitive looks can capture the depth of a work and each work translates different message according to the sensitivity of who was enchanted by it. Was it Magic Art in its nature? Of course yes! Magic not in the sense of alchemy, but in the high degree of its charm, capable of leading us to unimaginable worlds contained within. It is so dynamic that Art has the capacity not only to reproduce environments, but to reveal the content of the artist's inspirational vision and, moreover, to give us, as admirers, an exclusive and unique vision of how we perceive it.

  There is a difference between a photograph and a painted canvas, Arts that undoubtedly are quite admirable. Photography is the capture of a moving or static scene, in turn the screen, even when it captures the same scene, differs in its techniques used. The capture of a frame is something done by the machine while on a screen this capture takes place through the inspiration of the painter. In both the presence of the artist is necessary, otherwise they would lose much of the artistic value. It is difficult to imagine the Art without the artist, without its improved optics, without the sensitivity to observe and to detail. The other day I gaped at a canvas made by a friend who portrayed the exact moment of a dancer's dance step. It was something so faithful that in my imagination I could hear the music, the continuity of movements, the lightness and the beauty of the gestures. This is Art and in it is the artist who translated it with perfect fidelity. Undeniably a charm.

  In another experiment, this time on the internet, I came upon a canvas where the artist portrayed the sea unruly as men in a small vessel struggled against the storm. I looked at that and a whole story about the fact the image portrayed came to my mind. It was similar to a movie I was watching at the time. My aunt Nair Ribeiro Porto once told me during a conversation that she needed sensitive eyes and a sharp perception to see the Art in things. I agreed with her immediately. There are those who look at the same scene several times and although it finds everything very beautiful, it can not absorb the full beauty that surrounds the environment. The artist and his remarkable transformative capacity captures this beauty and transfers it to his work in such a magical way that the same person who had previously observed the real scene and saw nothing, spent hours contemplating and seeking to contain exclamations.

  This is undoubtedly the power of Art that allows one to capture and be cast in a work, but it is also the power of the artist who can capture it and translate it into a language that we can interpret. This was a matter for today. I hope you have enjoyed it and feel touched to share it, leave your comment and follow this blog. Strong hug.

The present work, as well as all the texts contained in this web page, are protected by the National and International Laws of Intellectual Property Rights, being prohibited copies, collages, reproduction, dissemination or use of the contents presented in this blog, regardless of media or without the express authorization of the author Tony Casanova, who is solely and exclusively responsible for the material presented. The violation of these Rights constitutes a crime provided for in the Legislation and will be punished with the legal rigors.

To know more about Tony Casanova and the acquisition of his publications, visit THIS LINK
..........................................................................................................................................

 Arte | La Intimidad de un Artista.

  Desde mi infancia mi vida recibe las visitas constantes de las Artes y para ser sincero ni siquiera sé cuando empecé a sentir este encanto por ellas. Guardo conmigo diversos recuerdos de encuentros con artistas demostrando sus aptitudes de una manera muy mágica y que hacía el encantamiento prácticamente imposible. De esas experiencias que yo llamo aventuras, conocí a pintores, músicos, cantantes, escritores, bailarinas, en fin fueron tantos géneros que conocí que llego a perder las cuentas. Como estos momentos me enriquecían y es sobre este tema que hablaré hoy, por eso se siente a voluntad y vamos juntos en estas aventuras de un apasionado por las Artes. Continúe leyendo ...

  El arte es universal en su lenguaje, no importa si el paisaje en el cuadro refleja un ambiente en Brasil, Estados Unidos, Alemania o Francia, esto no altera su mensaje que es único. Cuando una obra es capaz de producir exclamaciones, traer encantamiento, no es por el idioma del artista que la hizo, sino por el mensaje que allí fue transmitido. Esta fue una de las primeras lecciones que aprendí de las artes. Otro detalle es que las miradas sensibles logran captar la profundidad de una obra y cada obra traduce diferente mensaje de acuerdo con la sensibilidad de quien fue encantado por ella. ¿Sería el arte mágico en su naturaleza? ¡Claro que sí! Mágica no en el sentido de la alquimia, sino en el alto grado de su encanto, capaz de conducirnos hasta mundos inimaginables contenidos en su interior. De tan dinámica el Arte posee capacidad además de sólo reproducir ambientes, pero de revelar el contenido de la visión inspiradora del artista y más aún, darnos, como admiradores, una visión exclusiva y única de cómo la percibimos.

  Hay un diferencial entre una fotografía y una pantalla pintada, Artes que sin duda son bastante admirables. La fotografía es la captura de una escena móvil o estática, a su vez la pantalla, incluso cuando captura la misma escena, se diferencia en sus técnicas utilizadas. La captura de un fotograma es algo hecho por la máquina mientras que en una pantalla esta captura se da a través de la inspiración del pintor. En ambas la presencia del artista es necesaria, de lo contrario perderían gran parte del valor artístico. Es difícil imaginar el Arte sin el artista, sin su óptica mejorada, sin la sensibilidad para observar y detallar. Otro día me quedé boquiabierto ante una pantalla hecha por un amigo que retrata el momento exacto del paso de baile de una bailarina. Era algo tan fiel que en mi imaginación llegaba a escuchar la música, la continuidad de movimientos, la ligereza y la belleza de los gestos. Esto es Arte y en ella está el artista que la tradujo con perfecta fidelidad. Inelablemente un encanto.

  En otra experiencia, esta vez en internet, me encontré con una pantalla donde el artista retrató el mar revuelto mientras hombres en una pequeña embarcación luchaban contra la tempestad. Yo miraba aquello y toda una historia sobre el hecho la imagen retratada me vino a la mente. Era semejante a una película que yo asistía en ese momento. Una vez mi tía Nair Ribeiro Porto me habló durante una conversación que era necesario ojos sensibles y una percepción aguda para ver el Arte en las cosas. Concorde inmediatamente con ella. Hay quien mire a la misma escena varias veces y aunque encuentra todo muy bonito, no consigue absorber la belleza plena que envuelve el ambiente. El artista y su notable capacidad transformadora capta esta belleza y la transfiere a su obra de una manera tan mágica que la misma persona que antes observó la escena real y nada vio, pase horas contemplándolas y buscando contener exclamaciones.

  Este sin duda es el poder del arte que se permite capturar y ser lanzado en una obra, pero también es el poder del artista que consigue capturarla y traducirla a un lenguaje que podamos interpretar. Esta fue materia de hoy. Espero que te haya gustado y siéntete tocado para compartirla, dejar tu comentario y seguir este blog. Fuerte abrazo.

La presente obra, así como todos los textos contenidos en esta página web, se encuentran protegidos por las Leyes Nacionales e Internacionales de Derechos de Propiedad Intelectual, siendo prohibidas las copias, collages, reproducción, divulgación o uso de los contenidos presentados en este blog, independiente de los medios o sin la autorización expresa del autor Tony Casanova, a quien corresponde, única y exclusivamente los Derechos sobre el material presentado. La violación de estos Derechos se constituye crimen previsto en la Legislación y será sancionada con los rigores legales.

Para saber más sobre Tony Casanova y la adquisición de sus publicaciones, visite ESTE LINK

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.

Estamos no Twitter

publicidade