Breaking

Lobo solitário II

Já me pesa a solidão enfadonha, nos ombros calejados e secos.Como se a rotina tristonha, me empurrasse por seus becos. Uma dor, uma agonia sem explicação, uma coisa ruim me tomando por dentro, um ai de exclamação, um breve lamento. Uma saudade covarde, que chega de surpresa, uma ausência sentida, uma presença requerida, com a revelação da tristeza. Se pudesse pegaria esta saudade, diria para ela assim: Saudade, dor que me invade, vou matá-la com certeza, porque se fazes ruim, me toma sempre á ausência, não me permite a presença e faz sofrer assim. Mas as vezes penso em ti, bandida, como minha companheira, a espantar a solidão, se não te sentisse tão forte, como saberia ao certo, qual o norte deste meu sofrido coração? Pensando bem saudade, não te vás da minha vida, sem ti, sei lá como seria, então como saberia que amo a minha querida? Fica então com este lobo solitário, que sente a ausência e se aos prantos se derramando, tem a ti por companheira, só me permita matá-la vez em quando e que cesse esta dor forte que me persuade, para que não morra eu de tristeza ou me acabe de saudade.

Seguidores do Google

Matéria de Hoje

Projeto Roda Cultural | Como Você Pode Ajudar.

  O Projeto Roda Cultural, idealizado pelo escritor  brasileiro Tony Casanova no ano de 2010, tem como objetivo abordar e divulgar temas...

Outras Páginas do Autor

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.