Breaking

Gotas de amor.

Decidi que quero gotas na minha vida! Gotas incessantes, gotas de amor, gotas de felicidade, gotas de paixão, gotas de vida. Quero gotas constantes, que me façam sentir o prazer de poder sorrir pelo pouco. Gotas de amor que me façam transbordar a cada segundo, gotas que aos poucos me tornem o mar mais cheio deste mundo, um mar pleno e disponível, um mar de amor impossível, se não for gotejado. Quero as gotas de felicidade pura, destas que me fazem delirar de loucura por ver em tão pequeno volume, a imensidão de felicidade nas gotas que estão por vir. Quero as gotas que fazem rir, até as gotas que fazem chorar, mas que meu coração aprenda que a felicidade vem a quem tem amor a gotejar. Quero gotas sim, de paixão, paixão verdadeira, propositada, não as paixões do nada, mas aquelas motivadas pelo amor mais seguro. As gotas da motivação que produzem ações de amor, que inibem a dor e empurram para diante. Quero a emoção, a paixão das gotas de todo amante, gotas pequeninas que lhes dão a certeza de que seu amor é verdadeiro. Gotas que transformam o último em primeiro, que tornam o fraco vencedor. Quero gotas, muitas gotas deste amor que doa, que perdoa, que se dá, amor que pode salvar, compreender, pode vencer e se superar. Quero gotas todo dia, bem melhor que as cachoeiras, estas que nos levam as perigosas corredeiras da vida, mas não há nas gotas perigo guardado, elas pingam, pingam, pingam e produzem o amor esperado, a paixão nobre, a felicidade sem medida, tudo que pode mudar a vida. Que minha vida seja preenchida de gotas, gotas miúdas, que não param, destas gotinhas brilhantes que fazem o depois ser o antes e que confundem a cabeça de quem as tem. Quero assim, gotas para mim, gotas sem fim para voce também. Prefiro contar minhas gotinhas que chegam devagar, me dando esperanças, me fazendo sonhar e me trazendo a realidade, gotas puras da verdade, que as enchentes más das ilusões, que transbordam falsas esperanças, escondem perigos nas mangas. São corredeiras que despencam no labirinto da maldade, que iludem, mentem, persuadem corações ao sofrimento. São águas de falso amor, de alegrias insensatas, águas sujas do lamento, águas más bem disfarçadas. Prefiro as gotinhas alegres que me trazem a menor das alegrias, mas gotejam durante todo dia, lavando toda minha dor, gotas pequenas de luz, um mar de paixão perfeita, gotas suaves de amor. Por Tony Casanova - Direitos Autorais e de Copyright reservados ao autor.

Seguidores do Google

Matéria de Hoje

Relacionamentos | As Relações e as Redes Sociais.

   A relação poder ser um namoro, um noivado ou mesmo o casamento, mas a base que constitui qualquer relacionamento é a mesma. Relações ...

Outras Páginas do Autor

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.