Breaking

Preconceito | O Pecado de Ser Diferente.

  É um fato comprovado que a globalização através da internet libertou em muitas pessoas o preconceito e a discriminação contida e mantida á sete chaves. As questões envolvendo preconceito e discriminação não são um privilégio brasileiro, mas no Brasil ultimamente vem crescendo muito as manifestações e formas  preconceituosas, principalmente as de origem racial. O preconceito, assim como a discriminação sempre existiram, não só no Brasil, mas também no mundo, o que nunca houve é quem tivesse coragem de manisfestar o repúdio contras as diferenças publicamente.  Nas redes sociais o que vem acontecendo e de forma muito frequente são ataques públicos oriundos de pessoas que por julgarem-se protegidas pelo anonimato, passam a manifestar de maneira agressiva e acintosa a sua intolerância.

  Obviamente como as redes sociais são públicas e quem publica seus comentários sabe disso, as palavras usadas de forma agressiva são usadas para atingir os desafetos. No Brasil, apesar de que as mídias só repercutam o preconceito racial na maioria das vezes, há preconceito de todas as formas, como preconceito contra brancos, doentes, pobres, contra homens, mulheres, obesos, nordestinos, sulistas, enfim o País é um verdadeiro celeiro deste tipo de cultura negativa. Apesar de sermos um País cuja população é miscigenada, a questão racial é mínima quando o alvo da discriminação é a cor da pele. 

  Pessoas com Aids são vítimas de preconceito e discriminação, Homossexuais, Idosos e Idosas também, Homens, Mulheres, Pessoas com alguma deficiência, pessoas com poder aquisitivo inferior, com grau de instrução inferior, enfim tudo é motivo para tornar-se alvo de ações agressivas, muitas vezes disfarçadas de "brincadeiras".  Quem costuma cometer atos de preconceito publicamente, muitas vezes acha que a redenção virá através de uma nota pública, um pedido de desculpas, um perdão. Mas a questão é que houve uma intenção e ela causou prejuízo moral e não se repara prejuízo moral com pedidos de desculpas. 

  O fato de alguém sentir-se á vontade para proferir injúrias preconceituosas contra outro, publicar ofensas e ameaças não é uma questão apenas cultural, mas um produto da impunidade legal. É certo e sabido que se cultivamos o negativo, o negativo brotará e para que as ações negativas cessem é importante disciplinar os infratores.  O Brasil precisa resgatar sua moral e começar a punir com maior rigor todas as iniciativas que atentem contra a moral da sua população. Crimes como o Bullying, o Preconceito Racial, a Discriminação em todas as suas formas devem ser punidos com rigor e combatidos de forma consistente no Brasil.

  O fato é que não se pode ter dois pesos e duas medidas, semelhante aos casos de atropelamentos seguidos de morte por embriaguez ao volante. A implantação da Lei Seca como medida resulta em nada porque advogados promovem a libertação do infrator mediante fiança e os prejuízos ficam por conta da família da vítima. Não importa o texto legal afirmar que o indivíduo assume o risco ao dirigir sem condições se ele será solto e ficará impune após algumas horas.O mesmo caso acontece com vítimas de preconceito e discriminação. A depender de quem seja o preconceituoso e a que família pertença, o caso redundará em nada. O preconceito e a Discriminação são fatores que independem da formação social, didática ou status, pelo contrário, quando ele é cometido por pessoas das quais não se espera pelo alto grau de formação, deveria ser considerado um agravante.  
  

Texto do Escritor e Autor Tony Casanova. Todos os Direitos Reservados e garantidos pelas Leis Nacionais e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual. Proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação de qualquer natureza, do todo ou parte dele, independente dos meios ou fins. A violação destes Direitos constitui-se crime e está passiva das punições legais cabíveis. 

Saiba mais do autor NESTE LINK
...........................................................................................................................................

   Preconception | The Sin of Being Different.


  It is a proven fact that globalization through the internet has liberated in many people the prejudice and discrimination contained and maintained under the seven keys. The issues surrounding prejudice and discrimination are not a Brazilian privilege, but in Brazil lately the manifestations and forms of prejudice, especially those of racial origin, have been growing. Prejudice, as well as discrimination, always existed, not only in Brazil but also in the world, what never happened is the one who had the courage to protest against public differences. In social networks, what has been happening and very frequently are public attacks from people who, because they think they are protected by anonymity, begin to express their intolerance in an aggressive and acerbic way.

  Obviously because social networks are public and whoever posts their comments knows this, aggressively used words are used to reach the challenges. In Brazil, despite the fact that the media only reflect racial prejudice in most cases, there is prejudice in every way, such as prejudice against whites, the sick, the poor, against men, women, obese, northeastern, southern. A real barn of this kind of negative culture. Although we are a country whose population is mixed, race is minimal when discrimination is the color of the skin.

  People with AIDS are victims of prejudice and discrimination, homosexuals, the elderly and the elderly too, men, women, people with a disability, people with lower purchasing power, with lower levels of education, and everything is reason to become the target of aggressive actions , Often disguised as "jokes". Whoever commits acts of prejudice publicly often thinks that redemption will come through a public note, an apology, a forgiveness. But the point is that there was an intention and it caused moral damage and no moral damage is repaired with apologies.

  The fact that one feels free to make biased insults against another, publish offenses and threats is not only a cultural issue, but a product of legal impunity. It is true and well known that if we cultivate the negative, the negative will sprout and for negative actions to cease it is important to discipline the offenders. Brazil needs to rescue its morale and begin to punish with greater rigor all initiatives that violate the morale of its population. Crimes such as Bullying, Racial Prejudice, Discrimination in all its forms must be punished with rigor and consistently combated in Brazil.

  The fact is that you can not have two measures and two measures, similar to the cases of run over followed by death by drunken driving. The implementation of the Seca Law as a measure results in nothing because lawyers promote the release of the offender through bail and the losses are on behalf of the family of the victim. It does not matter that the legal text affirms that the individual assumes the risk when driving without conditions if he will be released and will go unpunished after a few hours. The same case happens with victims of prejudice and discrimination. Depending on who the biased and which family belongs, the case will pay off. Prejudice and Discrimination are factors that are independent of social formation, didactic or status, on the contrary, when it is committed by people not expected by the high degree of training, it should be considered an aggravating factor.
  
Writer Text and Author Tony Casanova. All Rights Reserved and guaranteed by the National and International Laws for the Protection of Intellectual Property Rights. No part of it may be copied, collated, reproduced or disseminated, regardless of its means or purpose. The violation of these Rights constitutes a crime and is passive of the applicable legal punishments.

Learn more about the author IN THIS LINK
.................................................. .................................................. .......................................

  Prejuicio | El pecado de ser diferente.

  Es un hecho probado que la globalización en internet liberó a muchas personas en el prejuicio y la discriminación contenida y se mantiene bajo llave. Problemas prejuicios y la discriminación relacionados no son un privilegio de Brasil, pero en Brasil últimamente vienen mucho crecientes manifestaciones y formas de prejuicios, especialmente el origen racial. El prejuicio y la discriminación han existido siempre, no sólo en Brasil, sino también en el mundo, nunca ha habido es que tuvo el valor de las diferencias manisfestar contras repudio públicamente. En las redes sociales lo que sucede y la forma son muy frecuentes ataques públicos de personas que juzgar por está protegido por el anonimato, empiezan a manifestarse de manera agresiva y rencorosa su intolerancia.

  Obviamente cómo las redes sociales son públicos y los que publican sus comentarios saben que las palabras que se utilizan se utilizan de manera agresiva para lograr los descontentos. En Brasil, a pesar de los medios de comunicación sólo resuenan los prejuicios raciales en la mayoría de los casos, no hay perjuicio en todas sus formas, tales como los prejuicios en contra de blancos, enfermos, pobres, contra los hombres, las mujeres, la obesidad, el noreste, el sur, finalmente, el país es verdadera cornucopia de tal cultivo negativo. A pesar de que somos un país cuya población es mestiza, el problema de la raza es mínima cuando el objetivo de la discriminación es el color de la piel.

  Las personas con SIDA son víctimas de los prejuicios y la discriminación, Gay, ancianos y mujeres mayores también, personas con discapacidad, las personas con ingresos más bajos, con menor nivel de educación, todo es razón para convertirse en el blanco de acciones agresivas menudo disfrazado de "chistes". Que a menudo cometen actos de pública perjuicio a menudo piensan que la redención vendrá a través de un aviso público, una disculpa, un perdón. Pero el punto es que hubo una intención y causó daños materiales y no repara los daños materiales con perdón.

  El hecho de que alguien se sienta a gusto para proferir insultos prejuicios contra otro, publicar insultos y amenazas no es sólo una cuestión cultural, sino un producto de la impunidad legal. Es cierto y sabido que cultivamos lo negativo, el negativo a brotar y que las acciones negativas dejan es importante delincuentes disciplina. Brasil necesita para rescatar a su moral y empezar a castigar con mayor rigor todas las iniciativas que ponen en peligro la moral de su población. Crímenes tales como la intimidación, el prejuicio racial, la discriminación en todas sus formas deben ser severamente castigados y luchaban constantemente en Brasil.

  El hecho es que no se puede tener dos pesos y dos medidas, similares a aquellos casos Roadkill seguido de muerte por conducir borracho. La aplicación de la prohibición como medida da lugar a nada porque los abogados promueven la liberación del delincuente en libertad bajo fianza y las pérdidas son por cuenta de la familia de la víctima. No importa el texto legal que indica que el individuo asume el riesgo cuando se conduce sin condiciones si será liberado y quedará impune después de un mismo caso sucede pocas horas.El a las víctimas de los prejuicios y la discriminación. Dependiendo de quién sea el perjudicado y la familia que pertenece, el caso resultará en nada. El prejuicio y la discriminación son factores que son independientes de la formación social, la enseñanza o el estado, sin embargo, cuando es cometido por personas que no esperamos que el alto nivel de formación debe considerarse como un factor agravante.
  
Escritor de texto y autor Tony Casanova. Todos los derechos reservados y garantizados por leyes nacionales y Protección Internacional de los Derechos de Propiedad Intelectual. La copia, el collage, la reproducción o divulgación de cualquier tipo, de todos o parte de ella, independientemente de los medios o extremos. La violación de estos derechos constituye un delito y es pasivo las sanciones legales aplicables.

Más información este autor ENLACE



  

Seguidores do Google

Matéria de Hoje

Crônica | Como Assim Brasil?

  Viver no Brasil é fácil,  o País é lindo, povo alegre apesar dos motivos para tristeza, muitas praias, sol, enfim é o lugar, mas difí...

Outras Páginas do Autor

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.