ONG | Mar Azul | O Projeto dos Meus Sonhos.

  Desde criança, assim como todo ser humano eu também alguns sonhos, alguns já foram realizados, outros ainda aguardo poder realizar, mas de todos os sonhos que ainda cultivo está o de criar uma ONG-Organização Não Governamental para a preservação de rios e praias. Sei que já existem diversas ONGs do tipo com esta especialidade, alguns ambientalistas e acadêmicos desenvolvem estas ações, porém eu continuo sonhando com isto. Não apenas um sonho, mas um desejo profundo. Poder restaurar a limpeza ambiental devolvendo o lixo ao lixo, retirando-o do meio ambiente e
ajudando a preservar o espaço, não tem preço.  Hoje, á frente do Projeto Roda Cultural, como foi denominado o conjunto de blogs que atua na área de cultura e arte apenas em ambiente virtual, sinto a necessidade de ações mais concretas, físicas e de utilidade pública, porém atuar sem nenhum recurso é uma empreitada que muitas vezes chega a ser desestimulante, mas estamos aqui para completar nosso oitavo ano.
  A ideia de uma ONG é algo semelhante ao sonho que tive do Projeto Roda Cultural, porém neste segmento trabalhamos apenas a divulgação, a informação e o apoio de marketing, tudo com custos mínimos e trabalho árduo, mas uma ONG como venho sonhando representa um passo que exige mais, muito mais que isso. Exige também compromisso com a causa ambientalista, responsabilidade com o meio ambiente e também ações práticas planejadas direcionadas á causa. Organizar uma ONG não é fácil e é necessário apoio, requer investimentos e suporte para todas as eventualidades que tais ações irão exigir. Tudo é muito lindo teoricamente, é nobre e até poético, mas nada deve ser feito de forma emocional e inconsequente.
  Toda a problemática organizacional de uma ONG me veio á mente junto com o sonho. Em toda minha vida sempre fui metódico, exigente comigo mesmo e quando o assunto envolve o ambiente é preciso mais que isso e todos os cuidados são redobrados. Antes de qualquer ação é necessário ter conhecimento de causa e para isso existem pessoas qualificadas nesta área de ambientalismo. Pessoas estas a quem eu não tenho acesso, muito menos recursos financeiros para custear o que é preciso. Por esta razão este é um sonho que levará tempo á ser realizado, se for realizado. Eu não faria nada sem ter um planejamento consistente, principalmente algo do tipo e sem recursos muito menos. Não basta sonhar bonito, é preciso planejar a organização dos sonhos antes de realizá-los.
  Quando imaginei o Projeto Roda Cultural imaginei que não tivesse custo algum, emocionado, esqueci o planejamento e como aparentemente não haviam despesas, fui em frente. Para minha surpresa as despesas surgiram e surgiu também a necessidade de estar cada vez mais envolvido com as atividades do projeto, ou seja, dedicação exige tempo e o meu passou a ser praticamente integralmente dedicado ás atividades. É árduo, cansativo, mas gratificante, porém há o outro lado da questão; resisto até onde posso, mas até quando? Não há como negar a existência de despesas, ainda que mínimas, mas que no momento superam o meu orçamento. Como venho resistindo bravamente, ainda tentarei resistir, mas as forças se esgotam.
  Ainda que seja só um sonho criar a ONG de preservação de rios e praias, fico feliz por estar compartilhando este desejo meu com vocês. É apenas um desabafo deste pobre escritor pobre e sonhador. Posso não realizar, mas pelo menos já tive a oportunidade de expor meu sonho para vocês. Espero que você goste desta matéria, se gostou deixe seu comentário, compartilhe nas suas redes sociais. Um abraço e até a próxima.

A presente obra, bem como todos os textos contidos nesta web página encontram-se protegidos pelas Leis Nacionais e Internacionais de Direitos de Propriedade Intelectual, sendo proibidas as cópias, colagens, reprodução, divulgação ou uso dos conteúdos apresentados neste blog, independente dos meios ou finalidades, sem a autorização expressa do autor Tony Casanova, a quem cabe, única e exclusivamente os Direitos sobre o material apresentado. A violação destes Direitos se constitui crime previsto na Legislação e será punida com os rigores legais.

Para saber mais sobre Tony Casanova e aquisição de suas publicações, acesse ESTE LINK
........................................................................................................................................

NGO | Mar Azul | The My Dreams Project.

 As a child, as well as every human being I also have some dreams, some have already been realized, others I still hope to be able to realize, but of all the dreams I still cultivate is to create an NGO-Non-Governmental Organization for the preservation of rivers and beaches. I know that there are already several NGOs of the type with this specialty, some environmentalists and academics carry out these actions, but I keep dreaming about it. Not just a dream, but a deep desire. Being able to restore environmental cleanliness by returning the garbage to the trash, removing it from the environment and helping to preserve the space, is priceless. Today, in front of the Cultural Wheel Project, as it was called the set of blogs that works in the area of ​​culture and art only in virtual environment, I feel the need for more concrete, physical and public actions, but to act without any recourse is a which is often discouraging, but we are here to complete our eighth year.

  The idea of ​​an NGO is something similar to the dream I had of the Roda Cultural Project, but in this segment we only work on advertising, information and marketing support, all with minimal costs and hard work, but an NGO I've been dreaming of represents a step which requires more, much more than that. It also requires commitment to the environmental cause, responsibility with the environment and also planned practical actions directed to the cause. Organizing an NGO is not easy and support is needed, it requires investments and support for all the eventualities that such actions will require. Everything is very beautiful theoretically, it is noble and even poetic, but nothing should be done in an emotional and inconsequential way.

  The whole organizational problem of an NGO came to my mind along with the dream. In all my life I have always been methodical, demanding with myself and when the subject involves the environment it takes more than that and all care is redoubled. Before any action is necessary to have knowledge of cause and for this there are qualified people in this area of ​​environmentalism. These people I do not have access to, much less financial resources to afford what it takes. For this reason this is a dream that will take time to be realized, if it is realized. I would do nothing without having a consistent planning, mostly something of the sort and without much less features. It is not enough to dream beautiful, you have to plan the organization of dreams before you realize them.

  When I imagined the Cultural Wheel Project I imagined that there was no cost, I was thrilled, I forgot the planning and apparently there were no expenses, I went ahead. To my surprise, the expenses arose and there was also a need to be more and more involved with the project's activities, that is, dedication takes time and mine has become almost entirely dedicated to activities. It is arduous, tiresome, but gratifying, but there is the other side of the question; I resist as far as I can, but until when? There is no denying the existence of expenses, although minimal, but at the moment exceed my budget. As I have been bravely resisting, I will still try to resist, but the strength is exhausted.

  Although it is only a dream to create the NGO for the preservation of rivers and beaches, I am happy to be sharing this desire of mine with you. It's just an outburst of this poor, dreamy writer. I may not realize it, but at least I have had the opportunity to expose my dream to you. I hope you like this article, if you like, leave your comment, share on your social networks. A hug and see you next.

The present work, as well as all the texts contained in this web page, are protected by the National and International Laws of Intellectual Property Rights, being prohibited copies, collages, reproduction, dissemination or use of the contents presented in this blog, regardless of media or without the express authorization of the author Tony Casanova, who is solely and exclusively responsible for the material presented. The violation of these Rights constitutes a crime provided for in the Legislation and will be punished with the legal rigors.

To know more about Tony Casanova and the acquisition of his publications, visit THIS LINK
.................................................. .................................................. ....................................

ONG | Mar Azul | El Proyecto de Mis Sueños.

 Desde niño, así como a todo ser humano yo también algunos sueños, algunos ya han sido realizados, otros todavía aguardo poder realizar, pero de todos los sueños que aún cultivo está el de crear una ONG-Organización No Gubernamental para la preservación de ríos y playas. Sé que ya existen diversas ONG del tipo con esta especialidad, algunos ambientalistas y académicos desarrollan estas acciones, pero sigo soñando con esto. No sólo un sueño, sino un deseo profundo. Poder restaurar la limpieza ambiental devolviendo la basura a la basura, retirándolo del medio ambiente y ayudando a preservar el espacio, no tiene precio. En la actualidad, al frente del Proyecto Roda Cultural, como fue denominado el conjunto de blogs que actúa en el área de cultura y arte sólo en ambiente virtual, siento la necesidad de acciones más concretas, físicas y de utilidad pública, pero actuar sin ningún recurso es una que a menudo llega a ser desestimulante, pero estamos aquí para completar nuestro octavo año.

  La idea de una ONG es algo similar al sueño que tuve del Proyecto Roda Cultural, pero en este segmento trabajamos sólo la divulgación, la información y el apoyo de marketing, todo con costos mínimos y trabajo arduo, pero una ONG como vengo soñando representa un paso que exige más, mucho más que eso. Exige también compromiso con la causa ambientalista, responsabilidad con el medio ambiente y también acciones prácticas planificadas dirigidas a la causa. Organizar una ONG no es fácil y es necesario apoyo, requiere inversiones y soporte para todas las eventualidades que tales acciones requerir. Todo es muy bonito teóricamente, es noble e incluso poético, pero nada debe ser hecho de forma emocional e inconsecuente.

  Toda la problemática organizacional de una ONG me vino a la mente junto con el sueño. En toda mi vida siempre fui metódico, exigente conmigo mismo y cuando el asunto envuelve el ambiente es preciso más que eso y todos los cuidados son redoblados. Antes de cualquier acción es necesario tener conocimiento de causa y para ello hay personas calificadas en esta área de ambientalismo. Personas a quienes no tengo acceso, mucho menos recursos financieros para costear lo que se necesita. Por esta razón este es un sueño que llevará tiempo a ser realizado, si es realizado. No haría nada sin tener una planificación consistente, principalmente algo así como sin recursos mucho menos. No basta con soñar bonito, hay que planificar la organización de los sueños antes de realizarlos.

  Cuando imaginé el Proyecto Roda Cultural imaginé que no tuviera ningún costo, emocionado, olvidé la planificación y como aparentemente no había gastos, fui adelante. Para mi sorpresa los gastos surgieron y surgió también la necesidad de estar cada vez más involucrado con las actividades del proyecto, o sea, dedicación exige tiempo y el mío pasó a ser prácticamente íntegramente dedicado a las actividades. Es arduo, cansado, pero gratificante, pero hay el otro lado de la cuestión; me resisto hasta donde puedo, pero hasta cuando? No hay como negar la existencia de gastos, aunque mínimos, pero que en el momento superan mi presupuesto. Como vengo resistiendo bravamente, todavía intentaré resistir, pero las fuerzas se agota.

  Aunque sea sólo un sueño crear la ONG de preservación de ríos y playas, me alegro de estar compartiendo este deseo mío con ustedes. Es sólo un desahogo de este pobre escritor pobre y soñador. Puedo no realizar, pero al menos ya tuve la oportunidad de exponer mi sueño para ustedes. Espero que te guste esta materia, si te gusto dejar tu comentario, comparte en tus redes sociales. Un abrazo y hasta la próxima.

La presente obra, así como todos los textos contenidos en esta página web, se encuentran protegidos por las Leyes Nacionales e Internacionales de Derechos de Propiedad Intelectual, siendo prohibidas las copias, collages, reproducción, divulgación o uso de los contenidos presentados en este blog, independiente de los medios o sin la autorización expresa del autor Tony Casanova, a quien corresponde, única y exclusivamente los Derechos sobre el material presentado. La violación de estos Derechos se constituye crimen previsto en la Legislación y será sancionada con los rigores legales.

Para saber más sobre Tony Casanova y la adquisición de sus publicaciones, visite ESTE LINK  

Quem sou eu

Minha foto

Tony Casanova, brasileiro, natural de Salvador-BA, escreve desde 1976 e é fundador e administrador do Projeto Roda Cultural, instituição virtual de apoio ás Artes e Artistas em geral. Autor dos E-books "Panorama da Artes", "No Litoral das Relações" , "Relações Instáveis", "O Amor Fala Francês", "O amor segundo a Bíblia", este último inspirado em uma matéria sua publicada no blog Mesa Farta e que teve mais de 10.000 leitores. O escritor Tony Casanova escreve em vários estilos, tendo herdado suas técnicas a partir de leituras feitas a partir de grandes vultos da literatura brasileira, entre os quais estão Castro Alves, Rui Barbosa, Cora Coralina, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade e outros. Gosta do estilo lírico e tem forte inclinação a esta técnica. O autor tem várias publicações em suas páginas da internet. Entre os gêneros literários que escreve estão a Crônica, Poesia, Poema, Ficção e Romance.

Estamos no Twitter

publicidade